ACESSIBILIDADE -A +A Cadastre-se | Ir para a busca

| Modo Escuro

Tocantínia realiza abertura do semestre letivo da Universidade de Maturidade

Por Leontina Martins

Na terça-feira, 29, no Auditório do Cefya, a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e a Un iversidade da Melhor Idade (UMA), em parceria com a a Prefeitura de Tocantinia por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizaram a abertura oficial do semestre letivo das novas turmas de acadêmicos.

A UMA em Tocantinia desenvolverá, em colaboração com a Secretaria Municipal de Educação , o curso de extensão: Educador Social e Político do Envelhecimento Humano. Ao todo. são três polos no município, sendo um na reserva Xerente, que se tornou a primeira turma da UMA indígena do Brasil, um polo no Assentamento Água Fria 2 e outro, na área urbana.

Estiveram presentes nessa abertura, mais de 100 acadêmicos da Universidade da Maturidade, com destaque para os alunos do Polo da UMA de Palmas, que vieram prestigiar e animar o evento. Na ocasião, diversas apresentações culturais foram realizadas, dentre elas, duas peças de teatro sendo uma pelo Polo de Palmas com o clássico musical “Abre a porta Mariquinha”, e a outra, do Polo de Tocantinia, que abordou sobre o que é essa instituição.

Na oportunidade, o secretário de Educação, André Goveia, recitou a poesia “Ipês Amarelos”, em homenagem a todos os acadêmicos da UMA e ressaltou a importância desse projeto de extensão em Tocantinia, como um espaço de valorização da pessoa idosa e do fortalecimento das políticas do envelhecimento. 

De acordo com o secretário André Goveia, a UMA em Tocantínia, tem a vocação da pesquisa e sistematização dos saberes culturais das bibliotecas vivas, como são considerados os anciãos. “Trata-se de um importante processo para o enriquecimento do Currículo da Educação Básica, preservando-se assim, a memória histórica e cultural da comunidade local, sobretudo, da valiosa cultura indígena Xerente”, destacou o secretário.

A aula inaugural foi ministrada pelo Doutor Eduardo Sera, que tratou da temática da saúde bucal com ênfase para prevenção e cuidados básicos, bem como, pela Professora Mestranda em Educação, Fran Alves que ministrou sobre “Atividades cognitivas”, apresentando atividades e orientações sobre o desenvolvimento da memória.

Presenças

Estiveram presentes ainda nesse importante acontecimento, mais de vinte professores voluntários, dentre eles o doutorando Professor indígena Armando Sopre Xerente, que traduziu e fez a interlocução na língua Akwe Xerente para os acadêmicos indígenas.

Essa aula inaugural marca o início de uma jornada acadêmica de um ano que será realizada toda quinta-feira nos três polos da Universidade da Maturidade, em Tocantínia.

Deixe um comentário

Comentário sujeito a análise. Após o envio seu comentário será avaliado por nossa equipe para visualização.

O Portal da Prefeitura de Tocantinia-TO utiliza cookies para melhorar a sua experiência.
De acordo com a nossa Política de Privacidade, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Continuar
Precisa de ajuda?